Unlock Turbo Boost para Xeon V3 – Plataforma X99

Atendendo a pedidos de muitos inscritos do canal e de muitas mensagens pelas redes sociais, fizemos o procedimento de destravar a potência máxima do Intel Xeon E5 2650 V3, colocando todos os 10 núcleos do processador a 3.0GHz, o chamado Unlock Turbo Boost.

setup pronto para o teste
Setup montado para o novo desafio!

Procedimento não muito simples e pouco recomendado para pessoas que não estejam muito habilitadas a realizar alterações em BIOS, por exemplo, pois exige conhecimento, pesquisa, atenção e uma placa mãe que tenha um bom suporte de estrutura na sua construção.

Na parte de conhecimento e pesquisa tivemos a ajuda do Ewerton (Canal Ewerton Gamer) e do Paulo (Canal PCTI) que além do conhecimento, nos forneceu a BIOS modificada para que pudéssemos realizar o Unlock Turbo Boost.

Atermiter x99 LGA2011 – V3

Por sorte realizamos uma boa compra, pois a nossa placa mãe tem um bom suporte e estrutura para realizar esse overclock, a Atermiter x99 LGA2011 – V3, é de entrada, mas existem placas desta mesma plataforma que não tem a mesma boa construção como a Jingsha X99 D4 ou a Kllisre X99 que é uma placa para CPU dupla, mas que não tem dissipadores adequados. Um bom exemplo de placa que suportaria bem esse procedimento é a X99 TF (da Huananzhi) que mostra boa construção em seus componentes e dissipadores.

Xeon e o i7 de 10ª Geração
Cinebench (R15): Xeon de 2014 próximo ao i7 de 10ª Geração de 2020

Com os núcleos destravados iniciamos os testes com o programa Cinebench (R15) que havia dado o resultado de 1306 pontos para o Xeon 2650 e agora com o Unlock o resultado foi a 1481, sendo bem mais alto, próximo aos 2012 pontos do i7-10700K, mas com uns diferenciais: a temperatura e o consumo de energia. Pois mesmo com essa pontuação o Xeon continuou com uma temperatura dentro da casa dos 60ºC, acompanhado de um consumo estável.

10 núcleos a 3.0GHz

No teste de benchmark do CPUZ o Xeon obteve 4109 pontos no Multi Thread e 326 no Single Thread, confrontando a pontuação de um Ryzen 7 1700 que conseguiu 4271 e 385 pontos, respectivamente.

O Intel Xeon E5 2650 V3 usou o mesmo setup montado no teste anterior: RTX 2070 Super, 32 GB de memória RAM, 1TB de HD e o mesmo fan cooler do processador.

Forza Horizon 4
Forza Horizon 4 no comparativo

Iniciamos os testes com o Forza Horizon 4 com as mesmas configurações do teste anterior (Full HD e gráficos no alto) e quase com o mesmo uso de placa de vídeo e CPU, ficamos com os FPS entre 126 a 135 quadros por segundo contra os 100 a 120 anteriores.

Warzone
Call of Duty: Warzone, um pouco mais de FPS

Já no combate do atual Call of Duty: Warzone (2020) com gráficos no alto e em campo aberto o ganho de FPS também ficou um pouco melhor: entre 100 a 120 quadros por segundo, contra os 90 do teste anterior.

Assassin
Assassin’s Creed Odyssey no comparativo

Testamos o jogo Assassin’s Creed Odyssey em seu benchmark com a configuração no médio para comparar o Xeon com e sem o Turbo. Permaneceram iguais o uso de processador (35%) e placa de vídeo (80%) nos dois cenários, com e sem turbo, mas o FPS teve uma melhora dos 86, sem turbo, para os 105 quadros por segundo com os núcleos destravados.

Fortnite
Fortnite sempre muito jogável

No Fortnite, com os gráficos sempre em baixa, conseguimos também uma melhora no FPS por volta dos 15 quadros por segundo a mais, alcançando os 215 em campo aberto. Diferença quase imperceptível em meio ao combate, como aconteceu com CS:GO em que os quadros por segundo também chegaram aos 215, contra os 190 a 200 do teste anterior.

Battlefield
Battlefield V com excelentes gráficos

Para encerrar, voltamos ao modo Campanha do Battlefield V e novamente com o tanque, onde o uso da placa de vídeo ficou inalterado em relação ao teste anterior (58% de uso) e a CPU, usando por volta dos 35% da sua capacidade. O FPS teve uma relativa melhora: dos 80 a 90 anteriores para os 85 a 95 quadros por segundo no modo turbo do Xeon.

Houve um ganho de desempenho do Intel Xeon E5 2650 V3, lançado em 2014, na pontuação dos testes e nos FPS dos jogos, mas talvez não justifique o risco de um procedimento que pode causar danos a BIOS da placa mãe ou por um ganho pequeno em jogos.

Lembrando que já é um processador robusto e de bom desempenho (processamento, temperatura e consumo), encarando bem no seu modo normal (Stock) desafios de multitarefa e jogos atuais com gráficos no alto.

X99 com Turbo BIOS nova
Xeon E5 2650 V3 em velocidade máxima!

Tutorial para Unlock Turbo Boost para Xeon V3

O UNLOCK TURBO BOOST tem o seu nível de dificuldade e é aconselhado para quem realmente, por algum motivo, tem a necessidade desse ganho de desempenho, lembrando que os Xeons já são bem poderosos.

Os passos para o procedimento que utilizamos foram os seguintes:
1º – Formatamos o pendrive com o Rufus usando o FREEDos.

2º – Passamos a BIOS mod que será usada no Unlock para o pendrive. Lembrando que é interessante fazer um backup da BIOS anterior.

Tendo sempre em mente que durante o procedimento não pode haver queda ou interrupção no fornecimento de energia para o PC. Verificar se está tendo queda de energia no dia ou até o uso de um nobrake é sempre uma boa ideia.

3º – Faça um boot com o pendrive na placa mãe da plataforma X99

4º – Na sequência digite os códigos para regravar a BIOS mod na placa mãe:
afudos backup.rom /o (faz a cópia do mod)
afudos backup.rom /gan (faz a gravação)
afudos /REBOOT (reseta, se não resetar pode apertar no resete do PC)

5º – Então é só esperar a BIOS ser limpa, regravada e testada pelo programa de instalação e aí está concluído o procedimento.

Unlock Turbo Boost para Xeon V3! Confira em nosso vídeo no Canal:

Leave A Reply

Your email address will not be published.