Entenda a compatibilidade do processador e placa mãe, pra não errar na hora de comprar

Se for montar um PC (seja para jogar, trabalhar ou tudo junto), como você vai escolher uma placa mãe e um processador que sejam compatíveis? É o que vamos tentar explicar nesta primeira aula sobre hardware.

Soquete

Detalhe do soquete na placa mãe
Detalhe do soquete na placa mãe

O soquete da placa mãe é onde se encaixa o processador. É por esse encaixe central que se determina qual processador poderá ser usado e que PC você irá montar, se um AMD (soquete AM4, AM3 etc.) ou Intel (LGA 1155, LGA 1200 etc.).

Chipset e Suporte

Ao definir o processador e a placa mãe, a próxima coisa que você deve se atentar será o modelo da placa, com seu respectivo chipset e ao suporte que essa placa dará ao processador que será encaixado nela.

Se você for escolher um processador mais simples da Intel (i3 por exemplo) ou AMD (Athlon, Ryzen 3 e até Ryzen 5) você pode optar por uma placa mãe com chipset e suportes mais simples, onde principalmente se verifica na área do VRM (Módulo regulador de tensão) que são os componentes que ficam diretamente mais próximos ao soquete da placa mãe.

VRM
VRM

O VRM regula a tensão entregue principalmente ao processador (composto por mosfets e fases). Se o VRM for muito simples e o processador muito poderoso, o circuito pode não dar conta e superaquecer ou dar uma grande limitação de processamento.

Mas se sua ideia gira em torno de processadores mais medianos ou mais potentes da Intel (i7 ou i9) ou AMD (Ryzen 7 ou Ryzen 9) que podem ter um consumo mais elevado, que verificamos pelo seu TDP, geralmente acima dos 65W ou com muitos núcleos com grande processamento, a necessidade de uma placa mãe com mais suporte no VRM, com dissipador e mais robusta na sua construção é necessária.

Compatibilidade processador e placa mãe
Compatibilidade processador e placa mãe

É como o exemplo do carro simples, que fosse um Uno ou Fusca, com um motor de uma Ferrari dentro dele: o suporte da estrutura do carro simples não conseguiria suportar o poder de um motor poderoso dentro dele (o processador).

Essa equação de um bom equilíbrio somado a compatibilidade é o que dita a regra da escolha de placa mãe e processador.

Mas, e na prática?

Escolhendo um processador para o PC
Escolhendo um processador para o PC

Aos que estão iniciando, principalmente, a escolha mais lógica seria pelo processador, pois assim é mais fácil procurar e escolher a melhor placa mãe com suporte para ele.

No nosso exemplo o usuário gostou muito do Ryzen 5 3600, que é ótimo para multitarefas, trabalhos e também para jogos, sendo muito atual e poderoso. Mas qual é o soquete dele?

Na dúvida, vá ao site do fabricante e veja as configurações do processador que você escolheu, pois lá sempre você vai encontrar essa informação.

Configurações do Ryzen 5 3600 na AMD, soquete AM4
Configurações do Ryzen 5 3600 na AMD, soquete AM4

Com uma procura no Google você vai encontrar o link ou entrando no site da AMD (www.amd.com) e procurando pelo processador, você vai entrar e encontrar o item “Package” (pacote, soquete, encaixe). No caso do Ryzen 5 3600 é o AM4, o encaixe correto.

Na sequência você vai procurar pela placa mãe com soquete AM4 que pode ser encontrado através do Google ou diretamente numa grande loja do ramo (Terabyte, Kabum, Pichau).

Placa escolhida, mas será que ela tem suporte para o meu processador
Placa escolhida, mas será que ela tem suporte para o meu processador

Escolhendo a placa mãe, vamos conferir se ela realmente é compatível com o nosso processador. Mas como faço isso?

Copie o nome da placa mãe do anúncio, como no exemplo “Tuf Gaming A520M (nome do chipset) Plus ASUS (fabricante) e cole no Google para uma procura.

Encontrando a placa no site do fabricante
Encontrando a placa no site do fabricante

Encontrando o site da placa no fabricante, você vai ver o item Suporte ou Support e nele o CPU/Memory Support ou simplesmente “CPU Suporte”. É onde encontramos a lista de processadores suportados pela placa escolhida.

CPU SUPPORT
CPU SUPPORT

Todos os sites de fabricantes possuem esse link de suporte as informações do equipamento, como nesse outro exemplo da A520M AORUS Elite da fabricante GIGABYTE, onde é possível encontrar de forma até mais didática a lista de processadores suportados.

Na lista está o processador escolhido, o Ryzen 5 3600 e assim podemos dar como encontrada a nossa compatibilidade entre placa mãe e processador? Sim, mas fique atento ao TDP do processador, por exemplo, esse Ryzen tem um TDP de 65W que é um consumo médio, sendo nesse momento que você deve verificar nas imagens da placa mãe se o VRM tem um bom suporte para receber esse processador.

Placa mãe mais simples, sem dissipadores no VRM
Placa mãe mais simples, sem dissipadores no VRM

Geralmente a A520M da ASUS e o modelo AORUS da Gigabyte são referencias de boas placas que dão um bom suporte a esse processador.

Mas se eu quiser um processador topo de linha como um Ryzen 9 (mesma linha de raciocínio para o Ryzen 7 ou Intel i7 ou i9)?

Verificando o Ryzen 9 na AMD
Verificando o Ryzen 9 na AMD

No exemplo do Ryzen 9 5950X já fomos direto no fabricante conferir o soquete (AM4), que serviria naquela placa A520M, mas o seu consumo de 105W e mais a quantidade de núcleos (16/32), mostram que é um processador poderoso demais para aquela simples placa mãe que vimos anteriormente.

Placa robusta para Ryzen 9
Placa robusta para Ryzen 9

Uma placa adequada para um processador poderoso, que vai dar suporte correto para ela, podemos encontrar com uma procura por placas robustas para AM4 e como no exemplo que encontramos, o modelo B550, que tem os dissipadores no VRM e com uma estrutura que pode suportar a tensão, temperatura e o alto processamento.

Lista de processadores suportados pela B550 do exemplo
Lista de processadores suportados pela B550 do exemplo

E se eu tiver um PC antigo eu posso verificar essa compatibilidade e até fazer um upgrade sem trocar a placa mãe? Sim, pode. É possível, utilizando o programa CPU-Z, você encontrará o nome do modelo da sua placa mãe na aba “Mainboard”, e com essa informação você pode fazer esse caminho, verificando o suporte de processadores para ela. Em placas da plataforma LGA 775, por exemplo, as possibilidades de upgrades podem ser grandes.

Links Relacionados:

ENTENDA A COMPATIBILIDADE DO PROCESSADOR E PLACA MÃE, PRA NÃO ERRAR NA HORA DE COMPRAR

Deixe uma resposta

+ 77 = 81