Ganhei uma RTX 2080 SUPER, placa de vídeo mais forte que tive! Olha ela em ação!

A chegada RTX
A grande RTX 2080 SUPER

Momento importante no Canal TecnoArt, pois nesta semana recebemos a excelente placa de vídeo GeForce RTX 2080 SUPER enviada pela fabricante GIGABYTE, parceira do canal, para aumentar e melhorar os nossos testes não só em jogos, mas para utilizarmos em comparativos de processadores, pois, placas de vídeo medianas, interferem no comparativo entre CPUs mais fracos e mais fortes, gerando um certo gargalo. Agora, com a RTX 2080 SUPER teremos uma folga no processamento que precisávamos.

Placa da Gigabyte Top de linha
Placa da Gigabyte Top de linha

A placa GeForce RTX 2080 SUPER (Nvidia, arquitetura Turing), fabricada pela GIGABYTE é a Gaming OC de 8GB de GDDR6 com o clock de 1.845MHz (clock de referência é de 1815MHz), interface de 256 Bit, 12 nm, TDP máximo de 250 W, RTX-OPS 64 e possui uma qualidade premium em vários quesitos como o sistema de resfriamento WINDFORCE 3X com três ventoinhas (82mm cada) de alta qualidade para um maior volume de ar, contando com o GIGABYTE “Alternate Spinning” onde o fan do centro gira em direção oposta para que a direção de fluxo de ar entre os outros dois seja a mesma, reduzindo a turbulência e aumentando a pressão do fluxo de ar. Um dissipador robusto e 6 heat pipes completam um ótimo conjunto de refrigeração.

RTX Ventoinhas
GIGABYTE Alternate Spinning, o fan do centro gira em direção oposta

Aliás, como as outras placas topo de linha, este modelo RTX 2080 SUPER só tem o sistema de ventoinhas acionado depois de alcançar uma temperatura específica, mantendo um maior silêncio em programas e jogos com menos processamento.

RTX aberta
Perdemos a garantia, mostramos a bela construção no Canal

Construção reforçada e caprichada é o que verificamos ao abrir a RTX 2080 com componentes de alta qualidade, como os capacitores de estado sólido, cobertura especial anticorrosão nos conectores que vão levar os cabos de dados, um Back Plate robusto, leds de controle nas entradas de 8 e 6 pinos que alimentam a placa com energia (avisando o usuários sobre a condição da alimentação). E o detalhe na lateral da placa para compor o setup RGB FUSION 2.0 em que o nome da GIGABYTE pode ter uma grande quantidade de variações de cores luminosas.

Motor AORUS
MOTOR AORUS: Controle total

São dois os destaques de softwares para esta placa: o já conhecido RGB FUSION 2.0 que acompanha a linha AORUS e o software MOTOR AORUS onde, através de uma interface intuitiva é possível ajustar o clock, tensão, desempenho dos ventiladores de acordo com os requisitos para os seus jogos.

Unboxing
Unboxing: até a caixa é Premium

E não podemos esquecer que ela possui garantia de 4 anos, com o registro on-line até 30 dias depois da compra. A garantia normal da GIGABYTE é de 3 anos, mas fazendo o registo on-line você ganha mais 1 ano adicional. Logicamente, que ao abrir, a placa como fizemos, já perdemos a garantia.

Placa instalada
Placa instalada e funcionando

Vamos utilizar para testes o PC principal da TecnoArt que está equipada com o processador Ryzen 7 1700X com 8 núcleos físicos e 16 Threads (núcleos lógicos), 16GB de RAM, DDR4 (2X8GB) e uma fonte de alimentação de 700W para aguentar setups mais pesados.

GPU-Z
GPU-Z: todas as características

Ao instalar a placa, fizemos um teste de stress através do programa que identifica e dá as características das placas de vídeo, o GPU-Z, e a temperatura não passou dos 56 ºC, mostrando ser uma placa bem fria.

GTA V
GTA V

Uma placa de vídeo tão completa e poderosa precisa de ação e iniciamos os testes com o clássico GTA V que desta vez, além de jogarmos no Full HD colocamos todos os detalhes gráficos na qualidade ULTRA, mostrando um cenário realista, super detalhado com sombras, detalhes do asfalto e a RTX 2080 SUPER teve seu uso na casa dos 70% e a temperatura não passou dos 60 ºC. O processador ficou com o uso em 37% e a temperatura não superou os 41 ºC. Você deve estar se perguntando sobre o FPS? A jogabilidade ficou excelente com o jogo rodando entre 80 a 90 quadros por segundo.

Call of Duty: War
Call of Duty: War

Call of Duty: Warzone (2020) foi o próximo teste e no combate colocamos também as configurações em Full HD, todos os detalhes gráficos no ultra e ainda habilitamos o Ray Tracing do game para que ele fique ainda mais realista e os seus gráficos ainda mais perfeitos e detalhados. O game ficou incrível e o conjunto entregou um FPS em torno de 90 a 100 quadros por segundo. A placa de vídeo teve um uso por volta dos 66% e a temperatura não superou os 60 ºC. O processador ficou tranquilo em 46% de uso e a temperatura em 48 ºC. Jogabilidade excelente.

Assassin’s Creed O
Assassin’s Creed Odyssey

Assassin’s Creed Odyssey (Ubisoft Quebec, 2018) foi o próximo teste pesado, pois é um jogo extremamente detalhado (parecendo até mal otimizado) com detalhes incríveis em cada cenário. Mesmo assim colocamos todos os gráficos no máximo possível, com todas as texturas e sombras, mas o PC não se abalou e entregou de 65 a 70 quadros por segundo, com excelente jogabilidade. A placa de vídeo foi mais requisitada, tendo um uso de 84%, mas a temperatura continuou nos 61 ºC. O processador teve um uso de 69% e a temperatura não superou os 43 ºC.

Ray Tracing

O Ray Tracing é uma tecnologia que simula o trajeto que os raios de luz percorreriam no mundo real, só que ao contrário, pois a luz refletida no objeto, por exemplo, é uma simulação de brilho (emitida do próprio objeto) que só o observador ou observadores veem. Efeito usado em muitas mídias como o cinema, por exemplo, e que exige milhares de cálculos sofisticados.

Battlefield V
Battlefield V

Na sequência entramos em novo combate com o Battlefield V em Full HD, todas configurações gráficas no Ultra e habilitamos o Ray Tracing do título, deixando os cenários super detalhados e realistas (reflexo na água ficou perfeito). O uso da placa de vídeo ficou em 98%, com a temperatura em 62 ºC e o Ryzen teve uma utilização de 60%, com uma temperatura de 46 ºC. A jogabilidade ficou incrível com o FPS entre 70 a 80 quadros por segundo.

Valorant
Valorant

Para quebrar a sequência de jogos pesados, colocamos o Valorant em ação e o combate foi tranquilo demais, mesmo com os gráficos no ultra o game obteve um FPS entre 150 a 200 quadros por segundo. A placa de vídeo teve apenas 40% de uso e a CPU 24%, levando o jogo muito suavemente.

Fortnite
Fortnite

Para encerrar fomos com muito pedido e que não poderia faltar: Fortnite (desenvolvido pela Epic Games, 2011). Colocamos o jogo com os gráficos em baixa, como os inscritos sempre nos pedem e mesmo entregando um FPS acima dos 150 quadros por segundo, o frametime não ficou tão bom (acreditamos que deva ter ocorrido devido a uma atualização grande do jogo nestes dias). Nesta condição a placa de vídeo ficou com o uso de 37%, com uma temperatura de 48 ºC e o processador não tomou conhecimento da ação com 30% de uso e a temperatura em 40 ºC.

Mas tínhamos que aproveitar o setup poderoso e resolvemos dar uma segunda chance para o Fortnite e colocamos todos os gráficos no ultra, mas a jogabilidade continuou perfeita, apenas o detalhe do frametime continuar não muito bom, mesmo com um PC com muita memória, ótimo processador e excelente placa de vídeo. O FPS ficou em torno dos 120 quadros por segundo com a placa de vídeo tendo um uso de 58% e a temperatura novamente não superou os 58 ºC. O processador ficou com os mesmos 30% de uso e a temperatura em 40 ºC.

RTX 2080 Super
GeForce RTX 2080 SUPER da GIGABYTE

GeForce RTX 2080 SUPER da GIGABYTE tem excelente desempenho e é de longe a melhor placa testada pelo canal TecnoArt. Vai nos permitir realizar testes muito mais complexos e desafiadores. Agradecemos muito a GIGABYTE e o apoio de todos por este marco no Canal.

GANHEI UMA RTX 2080 SUPER, PLACA DE VÍDEO MAIS FORTE QUE TIVE! OLHA ELA EM AÇÃO!

Leave A Reply

Your email address will not be published.