Windows 10 mais rápido e leve pra jogos e trabalho com 5 dicas práticas (PC e Notebook)

Você comprou um novo PC ou notebook, mais limitado, por falta de orçamento ou já tem um equipamento mais antigo que roda o Windows 10 e com um setup não muito forte, a máquina parece lenta? Enquanto você não faz aquele upgrade, trazemos aqui 5 dicas que podem melhorar um pouco o desempenho, liberando memória RAM, armazenamento e processador, recursos que podem ser importantes para o seu trabalho, aplicativos e até jogos, tornando o sistema mais leve e rápido.

windows-10-v2004

Antes de iniciarmos, precisamos ressaltar que estas dicas são para todas as versões do Windows 10, mas sugerimos sempre mantê-lo atualizado, com os últimos ajustes do sistema operacional.

No Gerenciador de Tarefas podemos monitorar a atividade do PC ou notebook
No Gerenciador de Tarefas podemos monitorar a atividade do PC ou notebook

Para verificar um antes e depois do sistema, você pode entrar no Gerenciador de Tarefas, acionando as teclas CONTROL/ALT/DEL e verificando os itens na aba Desempenho, pois ali você encontrará o monitoramento do sistema, podendo ver como anda o uso do CPU, memória RAM, Disco de Armazenamento (HD ou SSD) e GPU (Placa de vídeo).

DICA 1 – Desativar o sistema de avaliação do Windows

O sistema de avaliação do Windows é executado em segundo plano e vai consumindo memória RAM e processador, sem que você perceba.

Para desativar o sistema de avaliação do Windows
Para desativar o sistema de avaliação do Windows

Use as teclas Windows (tecla com o símbolo do sistema no teclado) + R e na caixa de diálogo que abrir você vai digitar o comando: taskschd.msc e seguida clique em OK, assim abrirá o Agendador de Tarefas.

Abrirá o agendador de tarefas
Abrirá o agendador de tarefas

Clicando em biblioteca do agendador, selecione a pasta Microsoft e depois a pasta Windows.

Selecione a pasta Maintenance
Selecione a pasta Maintenance
Selecione o item WinSAT
Selecione o item WinSAT

Dentro da pasta Windows você encontrará a pasta MAINTENANCE. Selecionando esse item, aparecerá na tela ao lado o item WinSAT, então, clicando o botão direito sobre ele, selecione DESATIVAR e assim ele vai parar automaticamente.

Para voltar a reativá-lo você pode seguir os mesmos passos.

DICA 2 – Gerenciar aplicativos na inicialização do Windows

Normalmente vários aplicativos iniciam junto com o sistema operacional, alguns necessários, mas outros nem tanto e assim podem consumir recursos preciosos que você poderia estar usando em seu trabalho, por exemplo.

Inicialização clique o botão direito do mouse na barra de ferramentas
Clique o botão direito do mouse na barra de ferramentas

Clique com o botão direito do mouse sobre a barra de tarefas e selecione o Gerenciador de Tarefas. Se várias abas não aparecerem, na parte inferior estará escrito: Mais detalhes.

Abre as abas do Gerenciador de tarefas
Abre as abas do Gerenciador de tarefas
Selecione a aba INICIALIZAR
Selecione a aba INICIALIZAR

Vá para a aba INICIALIZAR. Lá você vai encontrar uma lista de programas que iniciam junto com o Windows.

Quanto mais programas estiverem na lista, mais o Windows irá demorar a inicializar, consumindo recursos de memória e processador.

Se houver programas que você não utiliza nessa lista, é interessante desativá-los e se houver a necessidade, depois você pode acioná-los manualmente, é o caso por exemplo de alguns gerenciadores de jogos ou o Spotify.

Selecionando o item, o botão DESABILITAR ficará ativo
Selecionando o item, o botão DESABILITAR ficará ativo

Para desativar o item, você clica sobre ele e o botão DESATIVAR vai ficar realçado na parte inferior da tela e assim é só usá-lo.

Se você quiser reativar o serviço é só fazer o mesmo procedimento e clicando sobre o item, o botão ATIVAR ficará disponível.

DICA 3 – Desativar os efeitos visuais do Windows

O Windows tem o seu visual, com detalhes em 3D, sombras, arredondamento de itens, para o sistema ficar mais bonito para o usuário, mas até esses efeitos podem consumir recursos do PC e notebook e, às vezes, esses simples detalhes podem fazer a diferença em um sistema que já está muito lento. Quanto mais efeitos, mais recursos são consumidos.

clique no item Explorador de arquivos na Barra de Tarefas
Clique no item Explorador de arquivos na Barra de Tarefas

Clique no explorador de arquivos na barra de tarefas.

Encontre ESTE COMPUTADOR e clique botão direito do mouse
Encontre ESTE COMPUTADOR e clique botão direito do mouse
Clique em Configurações Avançadas do Sistema
Clique em Configurações Avançadas do Sistema
Clique em Desempenho
Clique em configuração no Desempenho

Procure o item ESTE COMPUTADOR do lado esquerdo e clique com o botão direito do mouse sobre ele, então selecione PROPRIEDADES. Na tela que se abrirá (chamada SISTEMA), selecione o item CONFIGURAÇÕES AVANÇADAS do SISTEMA. No primeiro item, Desempenho, clique em configurações: nessa tela é possível gerenciar os efeitos visuais do Windows, desligando total ou parcialmente.

Nessa tela você pode diminuir os efeitos visuais do Windows
Nessa tela você pode diminuir os efeitos visuais do Windows
Ajustar para obter um melhor desempenho tira todos os efeitos
Ajustar para obter um melhor desempenho tira todos os efeitos

Quanto menos efeitos, mais rápido o sistema pode ficar, mas também, em consequência, pode ficar um pouco feio, sendo assim, você pode ir testando e escolhendo se algum item precisa ou não voltar a ser religado.

Você pode personalizar os itens para ficar menos feio
Você pode personalizar os itens para ficar mais agradável o visual

Você, a qualquer momento, pode retornar a essa tela e configurar o visual do Windows, mas sempre lembrando que isso impactará no desempenho do setup.

DICA 4 – Aplicativos em segundo plano

Além dos aplicativos que inicializam junto com o Windows, temos também aqueles que ficam operando em segundo plano, fazendo, às vezes, monitoramento de desempenho, colhendo dados ou simplesmente aguardando o usuário acioná-lo, com isso, principalmente aqueles que você nunca irá usar, podem estar consumindo recursos importantes de processador, memórias e por que não dizer, de energia também.

Procure por APLICATIVOS EM SEGUNDO PLANO
Procure por APLICATIVOS EM SEGUNDO PLANO
Clique no Item Aplicativos em segundo plano
Clique no Item Aplicativos em segundo plano

Clique na Pesquisa do Windows (ao lado do ícone do botão do menu iniciar) e digite APLICATIVOS EM SEGUNDO PLANO. Vai aparecer o item responsável por essa configuração no sistema. Ao clicar nele aparecerá uma lista completa de todos os aplicativos em segundo plano.

Lista completa de aplicativos
Lista completa de aplicativos

Verifique entre eles, os que você utiliza e os que podem ser desligados, pois alguns nunca chegamos a utilizar.

Na parte superior existe um botão para desligar todos ao mesmo tempo, sendo interessante para aliviar completamente as atividades em segundo plano.

Se forem aplicativos pesados, provavelmente o sistema ficará mais rápido, mas se o conjunto for leve, o impacto de desempenho será menor.

DICA 5 – Liberar espaço no HD

Talvez você tenha o problema de pouco espaço no HD ou SSD e isso já esteja fazendo uma diferença, se você precisa instalar algum programa importante ou o sistema esteja chegando ao seu limite.

Exemplo para liberar espaço
Exemplo para liberar espaço

Vamos mostrar pelo exemplo, utilizando o nosso armazenamento que está com apenas 149GB livres. Como liberar mais espaço?

Vá até configurações
Vá até configurações
Clique em Armazenamento
Clique em Armazenamento

Vamos no menu iniciar e no segundo item do lado esquerdo, clicando em Configurações e depois entrando em SISTEMA, você verá no lado esquerdo o item ARMAZENAMENTO.

O sistema mostrará uma análise do sistema
O sistema mostrará uma análise do sistema
Clique no item Sistema e reservado
Clique no item Sistema e reservado
Arquivo de hibernação
Arquivo de hibernação

Nesse item, aguarde o Windows 10 analisar todos os espaços utilizados (se houver mais de uma unidade de HD, escolha a que está com o Windows instalado) e clique em MOSTRAR MAIS CATEGORIAS. Depois entre em SISTEMA E RESERVADO. Na nova lista que aparecerá, o item ARQUIVO de HIBERNAÇÃO é o nosso alvo, pois o Windows utiliza para gravar todas as vezes que precisamos suspender o sistema, gravando todos os pormenores para o PC ou notebook retornar ao mesmo ponto depois.

Nesse momento você deve lembrar se você utiliza ou não este recurso, pois se não for necessário e você sempre desliga o seu computador, é possível resgatar esse espaço para outros usos.

Em nosso exemplo são 4,36GB e vamos resgatar esse espaço.

Vá ao Prompt de Comando
Vá ao Prompt de Comando

Na pesquisa do Windows (ao lado do ícone do Windows, menu iniciar) digite CMD.

Vai aparecer o PROMPT DE COMANDO e clicando no botão direito do mouse sobre ele, selecione EXECUTAR COMO ADMINISTRADOR, em seguida clique em sim.

Digite o comando para liberar o espaço
Digite o comando para liberar o espaço

Na tela que vai aparecer, digite o comando powercfg -h off e seguida dê um Enter, com isso você desligará essa alocação de espaço que o sistema faz para a hibernação.

No exemplo ganhamos um espaço a mais no armazenamento
No exemplo ganhamos um espaço a mais no armazenamento

Para reverter é só fazer o mesmo procedimento e substituir o OFF por ON (ligado).

DICA 6 (EXTRA) – SSD SATA 3 ou NVMe

Uma dica extra que podemos sugerir, quando você tiver recursos para um upgrade ou simplesmente para obter mais velocidade em seu sistema, é a utilização de unidades de armazenamento do tipo SSD ou NVMe para instalar o Windows 10, pois são extremamente rápidas, baseadas em tecnologia de memórias Flash e não nos convencionais HDs que fazem a escrita e leitura de dados fisicamente, com a utilização de discos e agulhas.

Confira em nosso vídeo:

QUAL A DIFERENÇA ENTRE HD, SSD E SSD M.2 NVME NO PC? TESTE PRÁTICO

DICA 7 (EXTRA) – Um ou mais antivírus ativos

Essa é uma dica extra do redator:

Normalmente os programas de proteção contra vírus já consomem recursos do sistema, trabalhando em segundo plano, mas alguns além de consumir desempenho, ainda instalam módulos extras, imaginando que o usuário tenha uma máquina mais robusta, anexando navegador próprio, programas de manutenção, monitoramento etc.

Se você tem um ou até mais desses programas, a nossa sugestão, principalmente se você tem um PC ou notebook com poucos recursos, é fazer a opção pelo antivírus interno do próprio Windows, pois ele, além de fazer um trabalho leve e em segundo plano, não consome recursos desnecessários, impactando no desempenho do sistema. Se você sentir instabilidade no sistema, depois de implementar qualquer uma dessas dicas, você pode refazer o caminho, a qualquer momento, e reverter a mudança.

WINDOWS 10 MAIS RÁPIDO E LEVE PRA JOGOS E TRABALHO COM 5 DICAS PRÁTICAS (PC E NOTEBOOK)

Deixe uma resposta

70 − 60 =