Placa de Video

GTX 780 em 2020, uma placa poderosa e antiga! Aguenta rodar jogos hoje?

O nosso colega Iuri Rangel, nos cedeu gentilmente para testes, a placa de vídeo GTX 780, sendo muito rara hoje em dia, mas que foi uma top de linha da Nvidia no início da década. Será que ela consegue rodar jogos atuais em pleno 2020?

GTX 780
GTX 780

Nvidia GeForce GTX 780, lançada em 2013, foi criada para ser uma placa de vídeo poderosa, com diversos atributos que eram traduzidos pelo seu valor de lançamento em US$ 649, tendo 2304 CUDA Cores, 384 bits, memória VRAM GDDR5 de 3GB, mas com um alto consumo de energia, um TDP de 250W, necessitando de uma fonte de alimentação mínima recomendada pelo fabricante de 600W. Utiliza 1 conector de 8 pinos e outro de 6 pinos para alimentação de energia.

Comparação da GTX 780 vs GTX 1650 e 1650 SUPER
Comparação da GTX 780 vs GTX 1650 e 1650 SUPER

Numa rápida comparação com duas placas atuais que são de entrada e medianas da própria Nvidia, a GTX 1650 (TDP de 75W) e a GTX 1650 SUPER (100W), podemos verificar, na pontuação de G3D Mark (site de benchmark – www.videocardbenchmark.net), que a 1650 tem um poder equivalente a GTX 780 e é facilmente superada pela 1650 SUPER, sendo encontrada nova e com garantia.

GTX 780 no Mercado Livre
GTX 780 no Mercado Livre

Aliás, no Mercado Livre é possível encontrar a antiga GTX por R$ 1200, que é o valor aproximado da nova GTX 1650 SUPER, que está por volta dos R$ 1300.

GTX instalada para testes
GTX instalada para testes

O modelo que testamos é da fabricante EVGA que possui um único fan, tipo blower, sendo uma placa bonita e bem construída, mas que nos testes teve um aquecimento um pouco elevado.

GPU-Z da GTX 780
GPU-Z da GTX 780

Mas vai bem em jogos? Nosso setup para testes está equipado com um Ryzen 7 3700X, 16 GB de memória RAM DDR4 (2X8GB) e fonte de 700W.

Utilizaremos a configuração de todos os jogos em Full HD.

Mad Max

Mad Max
Mad Max

Iniciamos os testes com o game Mad Max (2015), onde colocamos as configurações gráficas no alto e mesmo entregando um FPS em torno dos 115 quadros por segundo e um frametime liso de 8ms, com ótimos gráficos, a placa de vídeo teve alta atividade do seu fan, chegando a GTX a atingir os 99% de uso com a temperatura em 75 ºC.

Red Dead Redemption 2

Red Dead Redemption 2
Red Dead Redemption 2

O segundo jogo a ser testado foi o pesado Red Dead Redemption 2, jogo de mundo aberto, onde tivemos que colocar as configurações gráficas no baixo, com algumas coisas no médio e mesmo assim houve um gargalo na memória VRAM da placa de vídeo, chegando aos 3GB (limite da placa), mas conseguiu entregar um bom visual, mesmo com uma média de 40 quadros por segundo e um frametime de 23ms. A GTX teve um uso de 98%, com a temperatura em torno dos 70 ºC.

Valorant

Valorant
Valorant

Depois de tanta dificuldade para a GTX, colocamos um jogo atual, mas relativamente mais leve, se trata do Valorant, que ficou com um bom visual mesmo com as configurações gráficas no alto. O frametime permaneceu liso em 4ms e o FPS girou em torno dos 180 a 190 quadros por segundo.

A placa de vídeo trabalhou com 87% de uso, com a temperatura alcançando os 64 ºC e a memória VRAM atingiu os 1,7GB.

Forza Horizon 4

Forza Horizon 4
Forza Horizon 4

O próximo a ser testado foi o Forza Horizon 4, que é sempre presente em nossos testes. Colocamos as configurações gráficas no médio e o FPS girou em torno dos 50 a 60 quadros por segundo, com um frametime liso e estável de 17ms, traduzido por bons gráficos e permanecendo bem jogável, sem travamentos. A GTX teve um uso de 98%, com uma temperatura de 67 ºC e a VRAM alcançou os 2,5GB.

Battlefield V

Battlefield V
Battlefield V

O último teste ficou por conta do pesado e detalhado Battlefield V que é sempre um bom teste para as placas de vídeo. Colocamos as configurações gráficas no médio e o game não alcançou os 60 FPS que seriam ideais, ficando entre 50 a 55 quadros por segundo, que ainda garante uma boa diversão e jogabilidade. O frametime ficou nos 18ms, com um consumo de VRAM em torno dos 2,2GB. A placa de vídeo teve um uso de 82%, com 65 ºC de temperatura.

Bonito modelo da EVGA

A antiga top de linha da Nvidia, GTX 780, sofreu um pouco nos testes, mas conseguiu entregar um desempenho razoável. Mesmo assim, achamos que não é uma boa opção em 2020 se você pretende comprá-la usada no Mercado Livre, por exemplo, pois o seu valor é desfavorável frente a uma placa nova e com garantia. Ela só é realmente interessante se você a encontrar abaixo dos R$ 400 em bom funcionamento, preço que hoje é dado em modelos geralmente com defeito.

LINKS INDICADOS Iuri Rangel:
https://bit.ly/3nI8evW

GTX 780 EM 2020, UMA PLACA PODEROSA E ANTIGA! AGUENTA RODAR JOGOS HOJE?

Qual sua reação?

TOP
2
Feliz
0
Amei
0
Não sei
0
Não gostei
0
José Antonio Rubino
Formado em Eletrônica. Trabalha com tecnologia desde os anos 90 e também faz trabalhos voltados ao jornalismo, participando por exemplo do primeiro CD-ROM da revista Exame. Participa do programa OgroTech de tecnologia da web rádio Opção News da grande São Paulo.

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    0 %