CAPA RX vs GTX
Placa de Video

As 2 melhores placas do momento, GTX 1650 SUPER vs RX 5500XT, quem ganha?

O modelo da AMD, RX 5500 XT, e o modelo da Nvidia, GTX 1650 SUPER, são hoje duas excelentes opções em custo-benefício no mercado de placas de vídeo, sendo ótimas para rodar aplicativos e jogos atuais. Mas qual é a melhor? Fizemos um comparativo e testes em jogos para responder esta questão.

Vamos analisar as duas placas em suas características. Detalhes que sempre precisamos verificar e nos atentar antes de comprar uma placa de vídeo.

Quantidade de VRAM e tipo

Quantidade de VRAM
Quantidade de VRAM

Nas duas placas analisadas, temos um empate tanto no quesito de quantidade de VRAM (4GB), quanto no tipo de memória, pois as duas possuem a atualizada e rápida GDDR6. O projeto da AMD, leva vantagem por ter um modelo de placa, RX 5500 XT, que pode ser encontrada com 8GB.

Tipo de memória

Núcleos de Processamentos

Núcleos de processamento
Núcleos de processamento

Tão importante quanto a quantidade de memória em uma placa de vídeo, também precisamos verificar a quantidade de núcleos de processamento disponíveis. Entre os fabricantes temos uma disputa antiga entre as tecnologias dos núcleos de processamentos, denominados CUDA Cores, da Nvidia, que tem teoricamente muito mais poder de processamento do que os Stream Processor, da concorrente AMD, sendo assim, a vantagem numérica da RX 5500 XT com seus 1408 (Stream Processor) não seriam suficientes para superar os 1280 CUDAS da GTX 1650 SUPER. Assim, a placa da Nvidia leva vantagem neste caso.

Clock da GPU

Clock da GPU
Clock da GPU

Na velocidade do clock da GPU, o modelo da AMD, levou vantagem de 2017 MHz contra os 1710 MHz da GTX.

Consumo de energia

TDP

No quesito consumo de energia o projeto da GTX 1650 leva uma boa vantagem, ganhando todas as estrelas, pois seu consumo reduzido, sendo notado na quantidade dos 6 pinos que ela necessita para receber energia, contra os 8 pinos da concorrente, revelando um consumo menor. O TDP da GTX é de 100W, necessitando de uma fonte de alimentação de 400W, contra o TDP de 130W da RX, que precisa de uma fonte de qualidade, recomendada pelo fabricante, de 450W.

Fonte de alimentação necessária

Mas, ambas as placas têm uma ótima temperatura de operação, nunca passando muito dos 55 ºC em jogos mais pesados.

Litografia

Litografia

A AMD domina uma litografia menor para CPUs e para GPUs (processadores gráficos), ficando a RX com apenas 7 nm, contra os 12 nm da Nvidia. Ganhando folgado nesse ponto.

Barramento PCIe

Barramento de PCIe

A tecnologia de barramento PCIe influencia na quantidade de dados que transitam entre os componentes (que utilizam esse barramento) e o processador. Onde a RX 5500 XT, está preparada para o barramento mais veloz, PCIe 4.0.

Mais detalhes sobre as memórias

Largura da interface de memória

Iniciamos com um empate, pois ambas as placas de vídeo têm uma largura de interface de memórias iguais em 128 bits (quanto maior, melhor).

Largura de banda de memória

Mas na largura de banda de memória, a RX 5500 leva vantagem com um volume de 238 GB/s, contra os 192 GB/s da placa da Nvidia.

Qualidade de drivers e Codec

Qualidade de drivers e codec

Sentimos uma grande diferença entre as duas placas, ao precisar capturar imagens para o canal (acreditamos que até para transmitir uma live seria mais complicado), no caso da placa da AMD, sendo a GTX 1650 SUPER mais interessante e compatível para essas aplicações. Não que a RX 5500 XT seja uma placa ruim, mas o seu drive e codec necessitam de alguns ajustes ou programas específicos, que possa assim aproveitar melhor o seu potencial.

Valor

Valor no Mercado

Ambas as placas têm um valor parecido, com a RX sendo encontrada um pouco mais barata, por volta dos R$ 1.199, contra os R$ 1.259 da GTX.

Setup para os testes incluiu o Ryzen 7 3700X com 32GB de memória DDR4 (4x8GB).

Mad Max

Mad Max
Mad Max

Iniciamos os testes com game Mad Max, que tem ótimos cenários e muita ação, onde utilizamos as configurações gráficas no alto, Full HD e a RX 5500 XT levou uma boa vantagem, entregando um FPS de 168 quadros por segundo, contra os 143 da GTX.

A RX trabalhou com 95% de uso, com 55 ºC e a GTX 1650 SUPER, teve um uso de 98%, com uma temperatura maior, em 60 ºC.

Mad Max RX vs GTX

Battlefield V

Battlefield V
Battlefield V

Na sequência rodamos Battlefield V com as configurações no alto, Full HD e percebemos um certo equilíbrio entre as placas, variando um pouco entre os cenários, com uma ligeira vantagem para a RX 5500 que chegou a entregar um FPS de 92 quadros por segundo e a GTX ficou um pouco abaixo, em 81, tendo ambas um frametime baixo e estável.

A GTX trabalhou um pouco mais, chegando a 99%, com a temperatura de 57 ºC e a RX trabalhou em 85%, com uma temperatura menor de 53 ºC.

Battlefield V RX vs GTX

Control

Control
Control

O game Control, pesado para placas de vídeo, foi um desafio maior para a RX da AMD, que levou com dificuldade as configurações gráficas no alto e em Full HD, entregando um FPS de 45 quadros por segundo, tendo um uso maior, de 98%, com uma temperatura em torno dos 56 ºC.

A GTX 1650 SUPER venceu o desafio no Control com mais facilidade, entregando um FPS de 74 quadros por segundo, tendo um uso de 97% e uma temperatura menor, em 54 ºC.

Control RX vs GTX

Forza Horizon 4

Forza Horizon 4
Forza Horizon 4

Para encerrar, colocamos o Forza Horizon 4, com as configurações gráficas no alto, novamente em Full HD e a placa vitoriosa, mais uma vez, foi a GTX 1650 SUPER, que entregou um FPS na média de 111 quadros por segundo, tendo um uso de 98%, com uma temperatura de 50 ºC.

Forza RX vs GTX
Forza RX vs GTX

A RX 5500 XT entregou um FPS de 96 quadros por segundo, tendo um uso de 100%, com uma temperatura de 51 ºC em média. Ambas as placas são excelentes, apesar da vantagem em mais quesitos da RX, o seu driver acabou devendo um pouco em compatibilidade em capturas de vídeo e live stream, mesmo se mantendo em grande equilíbrio com a GTX em jogos.

AS 2 MELHORES PLACAS DO MOMENTO, GTX 1650 SUPER VS. RX 5500XT, QUEM GANHA?

Qual sua reação?

TOP
2
Feliz
2
Amei
1
Não sei
1
Não gostei
0
José Antonio Rubino
Formado em Eletrônica. Trabalha com tecnologia desde os anos 90 e também faz trabalhos voltados ao jornalismo, participando por exemplo do primeiro CD-ROM da revista Exame. Participa do programa OgroTech de tecnologia da web rádio Opção News da grande São Paulo.

    You may also like

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *